Após reclamações no atendimento, vereadores vão ao SAMU verificar como está situação

por Ascom — publicado 14/01/2021 20h23, última modificação 14/01/2021 20h23

Na manhã desta quinta-feira, 14, o presidente da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul, Franciney Freitas, acompanhado dos vereadores Clerton Souza, João Keleu, Noeca, Altemar, Zaldo Moto Taxi e Márcio da Farinha, estiveram na sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência para verificar a denúncia realizada por populares que estão reclamando do atendimento na SAMU.

De acordo com a denúncia as ligações realizadas para o 192 não são atendidas. Ao saber da reclamação, a Câmara de Vereadores, conduzida pelo presidente Franciney Freitas foi até o orgão verificar está situação.

Questionado sobre o problema da falta de atendimento telefônico a gerência do SAMU informou que o sistema está passando por uma modernização para ampliar a rede de telefonia e que pode ocorrer nesse momento é congestionamento da rede telefonica. Isso explica o retorno da ligação, quando todos os atendentes estão em ligação ocorrendo a fila de espera.

O vereadorJoão Keleu destacou a proatividade da Câmara de Vereadores em, mesmo no recesso parlamentar, está produzindo conteúdos de interesse da sociedade.
"Recebemos a denúncia de que as pessoas ligavam para o SAMU e ninguém atende, por isso, a convite do nosso presidente, viemos verificar como está a situação. Ficamos felizes quando ouvimos que o governo do Estado já está trocando e ampliando o sistema telefônico que irá proporcionar uma melhor qualidade nos serviços prestados por esse importante orgão.", disse Keleu.

Trotes prejudicam trabalho dos profissionais

Durante a visita institucional outro tema foi debatido entre o gerente Cleiton Costa e os parlamentares foram aos altos índices de trotes passados pela população que prejudicam os atendimentos de quem realmente precisa.

Para buscar uma solução a esta problema Franciney Freitas solicitou o envio de um relatório da quantidade de trotes em 2020 para que a Câmara de Vereadores possa comprar junto aos orgãos do Estado e as forças de segurança mecanismos que venham diminuir esses números.

Ascom

error while rendering plone.comments